Após realizar suas compras de vinhos, geralmente fica a dúvida da melhor forma para armazená-los em casa sem prejudicar a evolução dessa refinada bebida. Por esse motivo, mostraremos aqui, para vocês, algumas dicas que lhe deixarão mais tranquilo e, sem dúvidas, ajudarão a manter seus vinhos armazenados de forma adequada.

Dicas para armazenamento

1. Posição horizontal

É essencial sempre guardar seus vinhos na posição horizontal, o que inibe a entrada de oxigênio e mantém a rolha sempre hidratada. Ademais, tal medida evita oxidação e alterações indesejadas na cor e no sabor do vinho.

2. Local escuro e fresco

Não se esqueça de manter seus vinhos longe de exposição de luminosidade. Escolha, sempre que possível,  um local com pouca ou nenhuma entrada de luz, fresco (cuidado com a temperaturas elevadas que podem trazer o indesejado “cozimento” do vinho) e com pouca umidade. Dessa forma, com esse cuidado, você evita a oxigenação do vinho e o ressecamento das rolhas.

3. Tempo de guarda

Tenha sempre atenção ao tempo de guarda dos seus vinhos. A frase “quanto mais velho o vinho, melhor” não vale para todos os vinhos. Vinhos específicos, por exemplo, possuem capacidade de guarda longa, então não espere ocasiões especiais para apreciá-los, afinal, todo dia é dia de degustar um bom vinho!


Dicas de conservação do vinho. Infográfico: Zona Sul.

E depois que abro meu vinho, em quanto tempo devo consumi-lo?

Saiba que o ideal sempre é aproveitar cada gole, mas sempre temos alternativas para preservar o armazenamento por alguns dias após abertura, tentando alterar o mínimo possível das características dos seus vinhos.

Vinhos possuem diferentes tempos de conservação, fique atento.

Após a abertura, o vinho entra imediatamente em imediato contato com o oxigênio, o que promove alterações no aroma e nos taninos. Tais modificações, inegavelmente, são até desejáveis em alguns casos, tornando o vinho macio e proporcionando, deste modo, uma experiência gustativa mais ampla. Mas para cada corpo (estrutura de um vinho), existe uma variável no tempo dessa conservação, conforme veremos a seguir:

  • Vinho espumante: 1 – 3 dias
  • Brancos: 3 dias
  • Rosé: 3 – 5 dias
  • Tintos: 3 – 5 dias

Dicas básicas de conservação

Em primeiro lugar, coloque a rolha de volta na garrafa, o que interrompe a entrada do oxigênio. Esse ato, entretanto, não inibe o que já está na garrafa, então existem bombas a vácuo que auxiliam nesse processo da preservação.

Além do mais, guarde o vinho na sua adega em uma temperatura de 10 a 13°C. Caso não possua uma, reserve em um refrigerador.

Exemplo de bomba a vácuo e tampas para vedação de garrafas (imagem: Vacu Vin).

Aprenda mais sobre os termos utilizados por especialistas neste artigo.