Você já parou pra pensar que existem diversos ingredientes da nossa terra que não fazem parte da culinária do dia a dia de todos os brasileiros? Tucupi, taparebá, priprioca, cupuaçu, muruci, farinha dágua… Quantos desses você conhece? Chegou a hora de reinventar sua cozinha com ingredientes criativos direto da Amazônia com a linha de produtos Manioca. Role este post e venha conhecer mais sobre as riquezas gastronômicas do nosso país!

A Manioca leva os sabores da Amazônia de forma natural e sustentável para todo lugar.

Como surgiu a Manioca?

A @maniocabrasil foi criada em novembro de 2014 e vem de uma história muito especial de valorização de ingredientes da Amazônia. Essa história começou no restaurante Lá em Casa, em Belém (Pará), criado em 1972 por Paulo Martins, um dos grandes nomes da gastronomia do Brasil e pai da Joanna Martins, fundadora da Manioca.

Paulo foi um dos responsáveis por espalhar os ingredientes nativos pelo Brasil, apresentando-os a cozinheiros que souberam aproveitar o valor de sabores tão maravilhosos quanto os da Amazônia. Logo, esses sabores foram ajudando a gastronomia brasileira a chegar no topo internacional e também a destacar a riqueza de outros biomas brasileiros, como o cerrado.

“A Amazônia compreende um dos maiores e mais diversificados biomas do planeta contendo uma rica biodiversidade de fauna e flora em uma área de quase quatro mil km².”

Fonte: Ministério do Meio Ambiente

Sendo assim, a Manioca surgiu com o intuito de ajudar a levar a criatividade pra sua casa e inovar pra que produtos tradicionais, como o tucupi, se tornassem mais fáceis e acessíveis de usar. Tudo isso valorizando o meio ambiente e a agricultura familiar, participando de toda a cadeia produtiva.

Ingredientes Manioca

Entre os produtos inovadores que levam o sabor da nossa terra para o mundo estão molhos, geleias, farinhas, temperos, nibs de cacau, farofas, granola e muito mais.

Ingredientes Manioca Brasil. Foto: divulgação.

Tucupi premiado!

O Tucupi da Manioca recebeu o prêmio Sirha Innovation Awards 2021, prêmio de inovação em alimentos da Sirha Lyon, um dos mais importantes eventos da alta gastronomia do mundo, que acontece na França.

O Tucupi é um tempero ancestral amazônico, de origem indígena, feito a partir da fermentação do caldo extraído da mandioca brava amarela, temperado com chicória do Pará, alfavaca, alho e sal. Tem um sabor único, cheio de umami e é talvez o ingrediente mais emblemático da culinária amazônica, que pode ser utilizado como tempero em qualquer receita.

Tucupi é o sumo amarelo extraído da raiz da mandioca brava.

O Tucupi da Manioca 100% natural e vegetal, é o primeiro que pode ser comercializado e armazenado sem precisar de refrigeração, mantendo todas as suas propriedades sensoriais e segurança alimentar, uma inovação feita pela empresa, depois de anos de pesquisa, sem adição de nenhum aditivo ou conservante, apenas pelo desenvolvimento de um processo tecnológico específico.

Cumaru e Puxuri, sementes brasileiras

O cumaru é originário de uma grande árvore da região amazônica, presente em estados como Amazonas, Pará e Rondônia, capaz de atingir 30 metros de altura. O saboroso e aromático fruto dessa árvore, da família das leguminosas, também é chamado de fava tonka e fava do cumaru. Mas na realidade, basta dizer que o cumaru é a baunilha da Amazônia.

Seu aroma é simplesmente delicioso e dá sabor e perfume em qualquer receita: sorvetes, pudins, bolos, tortas, chocolate e até temperando carnes como porco e frango.

Falando em sementes, você conhece o Puxuri? Também uma semente nativa da Amazônia muito aromático e utilizada como substituta da noz-moscada, mas com um diferencial, pois também traz notas de cravo e anis-estrelado.

Na culinária, o puxuri vai bem em doces e salgados, geralmente como ingrediente de molhos e caldas. Combina com carne bovina e suína, devido ao seu toque levemente defumado.

Geleia de açaí

O açaí é um dos ingredientes regionais que mais ganharam destaque atualmente. Famoso pelo creme geralmente servido em bowls, o açaí também pode ter outras utilizações, como a incrível geleia de açaí Manioca.

A superfruta da Amazônia famosa pela sua capacidade energética pode ser consumida em forma de geleia especialmente no café da manhã. Além disso, combina com sorvetes e pode acompanhar peixes.

Além desses produtos, você encontra muitas outras iguarias brasileiras da linha Manioca Brasil.

Valorizando o tesouro do Brasil

Além de desenvolver alimentos com os sabores autênticos do estado com a maior biodiversidade do planeta, a Manioca se preocupa com outros aspectos tão importantes quanto levar os ingredientes nacionais até sua mesa, como preservar as riquezas da Amazônia e valorizar os pequenos produtores. Conheça:

Selo Nacional de Agricultura Familiar

A Manioca possui o Selo Nacional de Agricultura Familiar, um reconhecimento super importante pra a relação com a cadeia produtiva. 

Manioca e a Política ESG

O termo ESG tem sido usado para se referir a práticas empresariais e de investimento que se preocupam com critérios de sustentabilidade – e não apenas com o lucro. A sigla vem do inglês “Environmental, Social and Governance”, que em português pode ser traduzido como “ambiental, social e governança”.

Você também come Sustentabilidade quando consome produtos que mantêm a floresta em pé.

O que define a política Manioca como ESG?

  • A Manioca utiliza ingredientes da biodiversidade da Amazônia obtidos de forma sustentável nos produtos e promovem o uso desses ingredientes.
  • Apoia os modos de vida tradicionais e a preservação da cultura amazônica.
  • Utiliza matérias primas de fornecedores comprometidos com a agricultura orgânica e com as práticas sustentáveis, apoiando a certificação sempre que possível.
  • Promove o desmatamento zero e a manutenção da biodiversidade e muito mais!

Receitas com Manioca

Se você quer ter ideias de como utilizar delícias brasileiras como tucupi, cumaru (a baunilha brasileira), feijão manteiguinha, jambu, nibs de cacau e muito mais, a Manioca traz pra você uma lista de receitas pra você se inspirar.

Shimeji na manteiga com tucupi preto

Uma forma diferente de preparar seu cogumelo, elaborada pelo chef Felipe Gemaque:

Ingredientes

  • 1 bandeja de Shimeji (200g)
  • 1 colher de sopa de manteiga (30g)
  • 1 dente de alho ralado (3g)
  • 1 colher de chá de açúcar (8g)
  • 2 colheres de sopa de molho de tucupi preto Manioca (30ml)
  • Cebolinha em rodelas a gosto
  • 1 colher de sopa de azeite (15ml)
  • Sal a gosto

Modo de preparo

  1. Separe o shimeji com as mãos.
  2. Em uma frigideira derreta a manteiga e junte o alho. Deixe começar a perfumar.
  3. Junte o shimeji e uma pitada de sal, ele vai absorver toda a manteiga e depois vai soltar líquido, espere secar e começar a dourar.
  4. Depois de levemente dourado acrescente o molho de #TucupiPreto e o açúcar, também aproveite para ajustar o sal.
  5. Já com o fogo desligado coloque o azeite e sirva com as cebolinhas.
    Rendimento: 1 porção
    Tempo de preparo: 20 min.

Milk-shake com geleia de taperebá

O taperebá é uma fruta tropical também conhecida como cajá e fica incrível quando batida com sorvete de tapioca! Receita por Felipe Gemaque.

Ingredientes

  • 02 bolas de sorvete tapioca
  • 01 xícara de leite
  • 03 colheres de geleia de taperebá Manioca

Modo de preparo

  1. Bater no mixer as bolas de sorvete com leite e 2 colheres de geleia de taperebá.
  2. Decorar o copo com o restante da geleia e seu milk-shake está pronto para ser servido.

Tiramisú brasileiro por Roberto Neves

Uma sobremesa clássica italiana, mas com o toque brasileiro do Chef Zona Sul Roberto Neves, utilizando nibs de cacau Manioca. Experimente fazer em casa!

Tiramisú à brasileira por Roberto Neves.

Falafel de feijão manteiguinha com salada verde

Uma receita nutritiva por Felipe Gemaque. Rende 2 porções e leva apenas 30 minutos para ficar pronta.

Ingredientes

  • 1 e ½ xícara de feijão manteiguinha Manioca cozido (210g)
  • 1 limão (30 ml)
  • 2 dentes de alho ralado
  • ½ Cebola (70g)
  • 1 colheres de sopa de amido de milho (40g)
  • ½ xícara de ervas frescas (salsa, coentro e cebolinha)
  • ½ xícara de azeite (100ml)
  • Salm, pimenta-do-reino e cominho a gosto

Modo de preparo

  1. Em um processador coloque feijão, suco do limão, alho, cebola, as ervas, sal, pimenta, cominho e metade do azeite. Bata até que vire uma massa homogenia.
  2. Tire do processador e misture o amido de milho.
  3. Em uma frigideira antiaderente coloque o azeite restante e frite colheradas do falafel.
  4. Sirva com salada de folhas.

Onde encontrar seu ingrediente Manioca

Para encontrar os seus ingredientes legítimos Manioca Brasil e fazer da sua despensa um verdadeiro baú de tesouros nacionais, a solução é muito simples: basta visitar o Zona Sul mais perto de você ou fazer seu pedido online em apenas um clique!

Para se inspirar ainda mais na culinária nacional, baixe o e-book Sabores do Brasil e conecte-ao ao amor pela nossa gastronomia.

E-book Sabores do Brasil por Zona Sul.