Sabia que a taça que você escolhe para beber seu vinho faz toda a diferença na experiência sensorial? Afinal, a largura do bojo, a profundidade da taça e até mesmo a forma de segurar a mesma influencia na liberação dos taninos e na concentração dos aromas.

Veja nosso guia rápido de taças com o Expert Dionísio Chaves e confira a taça indicada para seu vinho. Vale lembrar, no entanto, que algumas taças servem para tintos e rosés, tintos e brancos e até mesmo para todos eles! Não se prenda a um só estilo e conheças as diferentes opções.

Você vai conhecer neste post:

taças para vinhos
Infográfico tipos de taças de vinhos por Zona Sul.

Taça Bordeaux

Taças são tipo Bordeaux são taças ovaladas para movimentar o vinho no copo e volatizar os aromas. A borda fechada permite uma maior apreciação das características olfativas do vinho. Seu design foi planejado para vinhos mais encorpados e ricos em tanino, produzidos principalmente com as castas Cabernet Sauvignon, Tannat, Merlot e Syrah.

Taça para brancos e rosés

Para os vinhos brancos e rosés, utiliza-se uma taça bem parecida com o estilo Bordeaux, mas com haste mais longa e bojo um pouco menor. Com menor bojo, a bebida troca menos calor com o ambiente e a haste maior reduz o contato das mãos com o bojo pensando, por sua vez, em manter a temperatura sempre fresca dos vinhos brancos e rosés que geralmente são servidos “gelados”.

Taça Borgonha

As taças do tipo Borgonha possuem com bojo e boca maiores do que as taças Bordeaux para que a bebida entre em maior contato com o ar. Os vinhos listados para este tipo de taça são basicamente os Pinot Noir e os brancos com uva Chardonnay. São variedades que precisam de um espaço maior para que os aromas se volatizem com mais facilidade.

A borda da taça é ligeiramente fechada sempre, para reter os aromas dentro do próprio copo com o objetivo de uma melhor apreciação.

Tipos de taças para apreciar seu vinho. Por Zona Sul.

Taças para vinhos de sobremesa

Para degustar vinhos fortificados como os vinhos do Porto, as taças indicadas são específicas, menores. São mais estreitas na parte superior para concentrar os aromas e para facilitar a percepção do sabor doce na ponta da língua.

Sem dúvida, são as menores taças que você vai encontrar.

Taça para vinhos de sobremesa. Foto: Fernando Mafra / Zona Sul.

Taça Flûte

As taças do tipo flûte ou flut são as mais indicadas para espumantes por ajudarem a reter o gás carbônico e fazer com que ele se desprenda de uma forma mais lenta. Seu formato direciona a efervescência e os aromas para o nariz enquanto permite que a bebida seja apreciada em pequenos goles.

Ou seja, as taças mais estreitas e longas do tipo flûte conservam o perlage (as bolhas de gás carbônico) da bebida por mais tempo.

Taça padrão ou universal

Por fim, existem taças como a do tipo padrão o universal, que podem ser utilizada para todos os tipos vinhos e espumantes. Uma boa saída para economizar no copo e gastar com vinhos com ótimo custo-benefício.

Você também pode dar o play no vídeo abaixo e ver as dicas do Expert Dionísio Chaves:

Taças para vinhos por Dionísio Chaves

Não existe uma regra para beber seu vinho na taça ideal. Existem sugestões e indicações de taças com design específicos para realçar as qualidades do vinho que você escolher.

Expert Dionísio Chaves

Catálogo de vinhos de primavera

Agora que você já sabe escolher sua taça, hora de colocar em prática seu conhecimento!

Aproveite a estação mais colorida do ano e baixe o catálogo de vinhos de primavera 2021, com dicas de vinhos selecionados para o seu momento, de piqueniques a jantares especiais. Afinal, vinho é a bebida ideal para todo e qualquer momento. Só escolher o seu!

Vinhos de primavera Zona Sul