Há quem ame ou odeie, mas a verdade é que essa hortaliça é indispensável em diversas preparações do dia a dia, seja na hora de fazer um bom refogado para cozinhar o clássico arroz com feijão, até pratos mais elaborados. Deixe o julgamento de lado e confira dicas para amar cebola, pela sua versatilidade, sabor e benefícios.

Pra quem gosta de variar na cozinha, a cebola serve também de ingrediente para uma base ou fundo aromático de cozidos de carne ou de aves, passando pelos molhos da culinária italiana ou francesa onde é usada também na gloriosa sopa de cebola. Pode ser usada frita, cozida, grelhada ou crua no brasileiríssimo vinagrete para o churrasco de domingo. Além de deixar os alimentos com um gostinho especial, é também muito importante para a nossa saúde.

Pode ser usada frita, cozida, grelhada ou crua.

Os tipos de cebola

Cebola doce: boa para fritar. Prepare de anéis de cebola, picadinha no refogado, assada ou com vegetais. Dica: experimente refogar no azeite, além de mais aromática, o azeite é uma ótima gordura.

Cebola branca: perfeita para molhos e aperitivos. De sabor mais marcante e crocante, é uma ótima aliada a molhos, chutney, refogada e até frita.

Cebola roxa: ótima pra consumir crua ou em molhos agridoces. Experimente no Guacamole, na salada, crua no sanduíche ou em molho agridoce. Ideal para conserva também.

Cebola amarela: a mais versátil de todas, é tradicional na mesa do brasileiro. De sabor mais leve, a clássica não perde sabor para as demais, é uma ótima pedida em carnes assadas, refogados, molhos, sopas e até assada fica uma delícia.

Infográfico “diferentes tipos de cebola”, por Zona Sul.

Motivos para amar

A cebola possui diversos nutrientes, e também é rica em fibras e vitaminas como tiamina (vitamina B1), riboflavina (vitamina B2), vitamina C. Ela conta ainda com alguns minerais como cálcio, ferro, fósforo, magnésio, potássio, sódio e selênio. Por isso, ela presenteia quem a consome com uma série de benefícios:

  1. ajuda na prevenção do câncer, de doenças cardiovasculares, trombose e anemia
  2. minimiza o envelhecimento da pele
  3. ajuda na recuperação de resfriados
  4. controla a hipertensão
  5. possui poder anti-inflamatório
  6. é versátil e deliciosa
Benefícios da cebola, por Zona Sul.

Lembre-se…

A cebola é um tempero muito versátil, mas seu consumo e conservação depende de algumas dicas para que você aproveite ainda mais seus benefícios. Veja só:

Crua ou cozida?

A recomendação é ingerir cerca de 100 g por dia. Inclua na salada ou use como condimento junto com o alho em pratos como arroz, feijão, carnes, peixes e legumes. Consumir a cebola crua é a melhor forma de preservar os nutrientes — como em qualquer alimento, o cozimento pode causar uma perda sutil de alguns benefícios nutricionais.

Como conservar

É importante observar o bulbo atentamente. Opte por cebolas firmes, com cascas secas, inteiras e mais pesadas. Evite as cebolas “machucadas” ou com mofo. Em relação à conservação, o alimento inteiro pode ficar sem refrigeração por algumas semanas. Já se for picada ou ralada, ela precisa ser mantida em geladeira por até um dia em um recipiente adequado e protegida com papel filme.

Deixar a cebola de molho na água evita a liberação do gás que provoca as lágrimas.

Sem chororô

Antes de descascar ou cortar a cebola, deixar de molho por alguns minutos evita a liberação do gás que provoca as lágrimas. Se puder, corte-a dentro de um recipiente com água.


Receitas para surpreender

Cebola é o tipo de ingrediente que vai muito além de uma salada ou de um refogado. Nossos Experts ensinam duas receitas para ninguém colocar defeito na versatilidade da cebola.

Conserva de cebola

O sabor de uma cebolinha aprimorado na conserva. Pelo Expert Piero Cagnin. Rende 2 porções.

Conserva de cebola.

Geleia de cebola ao vinho branco

Com um pouco de vinagre balsâmico e açúcar demerara esta delícia vai acompanhar seus acompanhamentos. Rende 3 potes de 200g. Criação do Expert Marcelo Scofano.

Geleia de cebola ao vinho branco.

Gosta de cebolas e temperos? Veja mais dicas sobre temperos, azeites e diferenciais nestes artigos.