Chegou aquela época do ano que soma comida boa com o friozinho do inverno carioca. A gastronomia da festa junina é tudo de bom. E o Zona Sul não podia ficar de fora deste “arraiá em casa”! Por isso, aqui você vai conferir uma lista de quitutes: o preferido de cada Expert, com receita e toque especial para cada um dos pratos.

Prepare a sua playlist para as danças, coloque aquela toalha bem colorida sobre a mesa, pendure as bandeirinhas e corre pra cozinha! Confira os pratos típicos que vão conquistar seu coração.

Arraiá em casa Zona Sul

Arroz-doce por Dominique Guerin

O Expert da Patisserie Zona Sul, Dominique Guerin, vota no arroz-doce como a sobremesa que não pode faltar. A dica para o arroz-doce perfeito é usar o arroz arbório para risoto San Frediano. A textura do arroz para risoto é diferente e os grãos são mais arredondados.

Arroz doce por Dominique Guerin

Para aquele toque especial, a semente de cumaru, natural do Centro-Oeste do nosso país, vai dar o gostinho da nossa gastronomia com o equilíbrio do sabor francês: o doce na medida certa.

Arraiá em casa: Dominique Guerin

Receita de arroz-doce

Ingredientes

  • 1 litro de leite integral
  • 200 gramas de açúcar
  • 200 gramas de arroz de risoto
  • 1/2 castanha de cumaru raspada
  • 1 pau de canela

Modo de preparo

Ferver o leite com o açúcar, a canela e o cumaru. Adicionar o arroz, cozer em fogo baixo por 35 a 45 minutos, mexendo de vez e quando para não deixar agarrar nem queimar o fundo da panela. Reservar e servir frio.


Arroz-doce caramelado por David Eleutério

Se você acha que arroz-doce não é a sua praia, que tal experimentar um arroz doce caramelado? O gestor gastronômico David Eleutério traz uma receita de infância, com raspas de laranja e doce de leite feito com leite condensado cozido. Não tem como resistir!

Gestor gastronômico Zona Sul, David Eleutério. Foto: Fernando Mafra / Zona Sul.

David Eleutério é consultor gastronômico e já atuou como chef em dezenas de restaurantes e até mesmo em grandes projetos de conceituação alimentar de jogos olímpicos e cardápios de companhias aéreas, hotéis e grandes marcas. Hoje em dia, David é gestor gastronômico do Zona Sul, compartilhando o amor pela gastronomia com a gente!

Arraiá em casa: chef David Eleutério

Receita de arroz-doce caramelado

Ingredientes

  • 0.5 kg arroz agulinha
  • 2 l leite
  • 2 canela em pau
  • 1/4 casca de laranja
  • 1 lata de leite condensado cozido por 20 min

Modo de preparo

Coloque o arroz, o leite, a canela com a laranja e leve para cozinhar, mexendo sempre. Quando cozido, junte o leite condensado cozido. Desligue o fogo e mexa bem. Sirva com canela em pó misturada com açúcar.


Canjica por Piero Cagnin

O Expert da Pizzaria e Spaghetteria Piero Cagnin não resistiu à canjica de milho branco. O prato, segundo o Expert relata, remete à sua infância na Itália, onde o milho é um alimento em profusão. Basta misturar milho branco, leite, leite de coco e canela para dar aquele sabor de quero mais à sua sobremesa.

Arraiá em casa: Piero Cagnin

Receita de canjica

  • 1 pacote de canjica branca (pacote de 400 g)
  • 1 caixa de leite condensado (caixa de 395 g)
  • 1 pacote de coco ralado (pacote de 50 g)
  • 1 caixa de leite (usar a caixa do leite condensado vazia como medida)
  • 10 copos de água em temperatura ambiente (copo de 200 ml)
  • Cravo e canela a gosto

Modo de preparo

Coloque a canjica de molho de um dia para o outro (ou no mínimo por 12 horas). Depois de deixar de molho, lave-as e coloque na panela de pressão junto com a água, os cravos e a canela, deixe no fogo alto até chiar. Em seguida, deixe por 40 minutos em fogo baixo, desligue o fogo e deixe a pressão sair. Quando sair, coloque o leite condensado, o leite, o coco e deixe cozinhar por mais ou menos 20 minutos com a panela destampada. Depois é só se deliciar!


Espetinhos por Marcelo Malta

O Expert em carnes Marcelo Malta é fã dos espetinhos. Seja o espetinho de queijo coalho da Sertanorte ou de carne bovina ou de frango da Corte D’Oro, ele é o petisco mais democrático da festa.

Outra novidade que vai animar seu arraiá em casa é o palitinho de tapioca Nuu. É de lamber os dedos!

Arraiá em casa: Marcelo Malta

Cocada e doce de abóbora por Paulo Tassinari

Açúcar, coco, abóbora e leite condensado. É tudo que você precisa pra fazer uma cocada e um doce de abóbora. Mas se estiver com pressa ou for adepto da praticidade com qualidade, você pode optar pelos doces típicos Bom Doce. Um pedacinho de cada não faz mal a ninguém!

Arraiá em casa: Paulo Tassinari

Polenta frita por Marcelo Scofano

É diretamente de Modena, na Itália, que o Expert em azeites e temperos Marcelo Scofano manda uma receita especial de polenta frita no azeite extravirgem.

Arraiá em casa: Marcelo Scofano

Receita de polenta no azeite extravirgem

Ingredientes

  • 500 g fubá de milho
  • 1 litro água fervente
  • ½ colher de sopa sal
  • 60 ml azeite extra virgem San Frediano
  • 3 unidades dentes de alho amassado e descascado
  • ½ unidade cebola pequena ralada

Modo de Preparo

Dissolva o fubá na água fria. Em uma panela, coloque uma colher de sopa de azeite, a cebola ralada, em seguida o alho amassado e o sal, e refogue até dourar. Logo após, adicione o fubá diluído em água e mexa bem por cerca de 15 minutos até obter uma consistência cremosa e firme. Despeje um tabuleiro untado com azeite, nivele com a ajuda de uma colher a parte superior, alisando bem e deixe amornar.

Corte em retângulos, passe levemente no fubá e frite no azeite extravirgem. Prontinho!


Batida de coco e cerveja, por José Padilha

O Expert em cervejas José Padilha já deixa claro: tem que ter cervejinha no arraiá sim! Olha só essas combinações incríveis:

  • Com bolo de fubá, cerveja do estilo Stout, que tem notas de café;
  • Pra casar com milho cozido, cerveja de trigo Weiss ou Weizen;
  • Pé de moleque vai bem com Strong Scotch Ale;
  • Paçoca com cerveja Bock, delícia!

E uma boa batida de coco, com cachaça de qualidade, claro!

Arraiá em casa: José Padilha

Receita de batida de coco

  • 700 mL de cachaça
  • 500 mL de leite de coco
  • 400 mL de leite condensado

Bônus: um golinho pra esquentar o clima

Além das cervejas e das batidas, tem os fãs do time do quentão e os fãs do time do vinho. De que lado você está? O Expert Dionísio Chaves diz que o vinho tinto é o protagonista. E o Expert Carlos Ohata vota no quentão de saquê. Na dúvida, cabem as duas bebidas na festa em casa (já que ninguém vai precisar dirigir). Saúde!

Qual o seu prato favorito do arraiá? Acessa o Zona Sul no insta e comenta lá no @sigazonasul.