A gastronomia é uma forma de afeto. Preparar uma receita, finalizar com o toque especial, criar momentos juntos, passar uma história de geração em geração. A conexão que existe na gastronomia é muito mais do que o simples ato de comer. E todo mundo tem uma relação especial com alguma receita de família, que remete à infância e afago do lar. Qual é a sua? Os Experts Zona Sul contam as suas receitas de família e revelam todo o segredo das delícias guardadas a sete chaves.

As receitas dos Experts

O supermercado mais amado do Rio é repleto de histórias. E a gastronomia é a melhor forma de conectar essas histórias. Afinal, do outro lado do prato também está alguém cheio de experiências para compartilhar e muitas lembranças gostosas. Por isso, nada melhor do que conhecer mais sobre os cariocas de coração que selecionam os melhores ingredientes para você criar os seus momentos especiais.

Histórias, momentos e sabores: a gastronomia conecta.

Entrevistamos todos os Experts Zona Sul para descobrir aquela receitinha secreta, com sabor de comfort food e cheirinho de infância, para você poder conhecer mais sobre cada um:

Tarte Tartin por Dominique Guerin

Dominique Guerin é Expert da pâtisserie Zona Sul. Nascido na Normandia, na França, Dominique cresceu experimentando o toque da gastronomia em casa. Inspirados pelos seus pais, Guerin descobriu na confeitaria uma paixão, e aprendeu ainda na adolescência com Gaston Lenôtre os segredos da confeitaria, chegando a chefiar uma das filiais da Lênotre em Paris.

Uma das lembranças gastronômicas que remetem Guerin ao seu passado é a tarte tatin, uma torta de frutas francesa, famosa pela sua montagem invertida na forma: primeiro as frutas e por cima, a massa.

Tarte tatin é uma torta bem clássica francesa que me remete à infância. Vira e mexe meu pai fazia esta torta para o almoço de família de domingo .

Expert Dominique Guerin

Receita de Tarte Tatin Pommes et Poires por Dominique Guerin

Ingredientes para recheio

  • 5 unidades de maçã Fuji
  • 4 unidades de pera Williams
  • 300g de açúcar refinado
  • 100g de manteiga
  • 1 pitada de sal

Ingredientes para massa foncer

  • 110g de manteiga
  • 2g de açúcar refinado
  • 3g de sal
  • 10g de ovo
  • 40g de leite
  • 200g de farinha de trigo

Modo de preparo

Para a massa: numa tigela, coloque a farinha com o sal e o açúcar. Adicione a manteiga em pedaços. Misture até obter uma massa tipo farofa. Em seguida, adicione o ovo com o leite e continue a misturar até obter uma massa bem homogênea. Reserve.

Para as maçãs e peras: numa panela coloque o açúcar com o sal e faça um caramelo a seco. Quando o caramelo tiver uma cor “moreno claro”, adicione a manteiga e as maçãs logo em seguida. Depois de 5 minutos adicione as peras e deixe cozer por cerca de 15 minutos. Retire as frutas e deixe a calda reduzir um pouco.

Montagem da torta

Numa forma bem untada de manteiga, arrume harmoniosamente as frutas. Cubra com a massa foncer. Faça 3 furinhos e deixe cozer de 35 a 40 minutos no forno a 180ºC.

Deixe esfriar e desenforme. Pode ser servido morno acompanhado de uma bola de sorvete de baunilha.


Doce de figo por André Guedes

André Guedes é Expert Zona Sul em queijos e frios. Mineiro, filho de produtor rural e mãe professora, Guedes já vivia com seus cinco irmãos a cultura da fabricação de queijos, que acompanhava sua família desde a geração de seu bisavô.

Crescendo na área de gastronomia, Guedes se especializou na Suíça e capacitou profissionais de queijos e frios no Zona Sul. Atualmente. Guedes já faz parte do hall de Experts há mais de 15 anos, selecionando, pesquisando e criando novidades para o supermercado mais amado do Rio.

“Vovó Delfina Guedes servia sempre seu doce de figo com queijo Minas bem fresco produzido com leite cru da Fazenda ( fazenda Macuco em Matias Barbosa -MG).”

Expert André Guedes

Receita de doce de figo em calda por Dona Delfina Guedes

Ingredientes

  • 3 xícaras de figo verde
  • 1,5 litro de água
  • 3 xícaras de açúcar
  • 10 g de cravo

Modo de preparo

  1. Lave bem os figos e corte os cabinhos. Figos colhidos ao ponto!
  2. No lado oposto corte em cruz.
  3. Em uma panela coloque água pela metade, acrescente os figos e deixe cozinhar.
  4. Quando estiver macio, escorra a água e deixe esfriar.
  5. Leve ao congelador em uma vasilha ou em um saco plástico (no saco plástico ele congela mais rápido).
  6. Quando estiver congelado, tire a casca do figo em baixo da torneira, pois ela se solta facilmente.
  7. Com a água e o açúcar faça uma calda. No final jogue os cravos a seu gosto.
  8. Acrescente os figos na calda e deixe cozinhar por alguns minutos para que a calda penetre nos figos. Deixe esfriar.
  9. Se deixar de um dia para o outro para o consumo ele fica mais saboroso e a cada dia que passa ele fica ainda mais gostoso.
  10. Conserve em geladeira. É espetacular e inesquecível!

Torta de morango por Christophe Lidy

Nascido na Alsácia, na França, na fronteira com a Alemanha, Christophe Lidy rodou o mundo aprendendo sobre a gastronomia até se estabelecer em Búzios e posteriormente no Rio de Janeiro, tornando-se Expert Zona Sul. Lidy se considera carioca de coração mas quando o assunto é uma receita de família, ele não hesita em compartilhar a receita torta caseira de morango da sua mãe, que serve até 8 pessoas.

Receita de torta de morango por Christophe Lidy

Ingredientes

  • 250g de farinha de trigo
  • 130g de farinha de amêndoas
  • 100g de manteiga
  • 120g de açúcar
  • 2 ovos
  • Canela em pó
  • Raspas de limão
  • 1 pitada de sal
  • 200g de geleia caseira de morango
  • 1kg de morango

Modo de preparo

  1. Numa tigela, misture com a mão a farinha de trigo e de amêndoas, o açúcar, a manteiga pastosa, os ovos, a canela e as raspas de limão. Reserve na geladeira por 2 horas.
  2. Abra a massa com um rolo de confeiteiro e espalha numa forma de torta. Coloque para assar.
  3. Quando assada, cubra com uma camada de geleia e disponha os morangos inteiros com a ponta para cima sobre a geleia.

Karaage de frango por Carlos Ohata

Carlos Ohata é paulistano de família japonesa e, apesar da brasilidade registrada, Ohata se mudou para a terra dos seus avós aos 19 anos para viver de perto a história da sua genealogia. Lá se interessou ainda mais pela culinária local e se especializou, retornando ao Brasil e se tornando Expert Zona Sul em peixes e frutos do mar, além de responsável pelo Sushi Bar.

Das suas lembranças de família, Ohata destaca o Karaage de frango, um prato bem comum no Japão e parecido com o nosso frango a passarinho.

Preparado pelas suas avós, era geralmente o prato “de domingo” e os petiscos favoritos das viagens, sempre armazenados em potinhos para serem degustados com os famosos Oniguiris (bolinhos brancos de arroz em formato triangular com alga Nori em volta).

“Me lembro das minhas avós fritando o Karaage para a família toda reunida aos domingos e todos se deliciando. Que saudades das minhas avós!”.

Expert Carlos Ohata

Receita de Karaage de frango por Carlos Ohata (para 2 pessoas)

Ingredientes

  • 400g de sobrecoxa de frango desossado em cubos (se quiser pode usar com pele)
  • 60g de gengibre ralado
  • 3 dentes de alho picado
  • 2 colheres de mirin (saquê licoroso)
  • 2 colheres de óleo de gergelim
  • 2 colheres de shoyu
  • 3 colheres de sopa de amido de milho

Modo de preparo

  1. Primeiro corte as sobrecoxas em cubos médios.
  2. Bata um ovo em uma vasilha grande, coloque os cubos do frango e acrescente o gengibre ralado, alho picado, saquê mirin, shoyu, óleo de gergelim e por último o amido de milho. Misture bem.
  3. Reserve na geladeira por 2 horas e depois frite em óleo quente (180ºC) até ficar bem dourado e crocante.

Bolo Peteleco da Mariazinha por Lorena Abreu

Lorena Abreu é Expert em Cozinha Saudável Zona Sul e ama criar versões mais saudáveis de receitas tradicionais, reaproveitar alimentos e transformar o dia a dia na cozinha em um leque de opções mais criativas e nutritivas.

Mas se tem uma receita que tira a Expert “da linha” é o bolo e chocolate da sua avó, batizado de Peteleco da Mariazinha, utilizando água fervente no lugar do leite.

“É o meu bolo favorito na vida. Toda vez que minha vó faz dá briga na família e engorda mil calorias por pedaço, mas é cheio de amor e a receita está na família há quase 50 anos.”

Expert Lorena Abreu

Receita de bolo de chocolate por Lorena Abreu

A receita tradicional de família você pode aprender seguindo o passo a passo abaixo. Mas você também pode aprender aqui a versão mais saudável do bolo de cacau e com menos açúcar, adaptada pela Expert.

“Só um detalhe: ninguém faz igual ao da minha vó.”

Expert Lorena Abreu

Ingredientes para a massa

  • 3 copos americanos de farinha de trigo
  • 2 copos americanos de achocolatado (minha vó usa Nescau hahahaha)
  • 1 1/2 xícara de açúcar
  • 1 copo americano de óleo
  • 4 ovos
  • 1 copo americano de água fervente
  • 1 colher de sopa rasa de fermento

Ingredientes para a cobertura

  • 2 colheres de sopa cheias de manteiga sem sal
  • 2 colheres de sopa de chocolate em pó
  • 1 xícara de açúcar
  • 6 colheres de sopa de água

Modo de preparo

  • Pré-aqueça o forno à 180ºC.
  • Mistura todos os ingredientes em uma tigela, inclusive o fermento.
  • Despeje em uma forma untada com manteiga e farinha de trigo. Asse por 20 a 25 min.
  • Cobertura: misture todos os ingredientes em uma panela com o fogo médio até virar um creme. Com o bolo ainda quente, corte em quadrados e cubra com a cobertura. Deixe o bolo absorver, esfriar um pouco e sirva em seguida.

Polenta por Piero Cagnin

O Expert da Pizzaria e Spaghetteria Zona Sul Piero Cagnin é italiano de nascença e carioca de coração. Fascinado pela arte da criação das pizzas desde criança, foi inspirado pelo seu pai que Piero resolveu seguir o caminho da gastronomia. Apaixonado pela culinária afetiva, Piero divide sua atuação em 5 pilares: cozinha italiana, mediterrânea, indiana, do Oriente Médio e pizza.

Quando o assunto é a cozinha afetiva, Piero ressalta a polenta, um prato presente nos dois lados da sua família, uma constante na tradição vêneta.

“Seja ela fresca de colher ou amanhecida e grelhada já sólida, sempre esteve presente. Eu vivi com a minha avó paterna que já era bem idosa e pouco mexia na cozinha. Mas fazíamos bastante polenta a ser consumida com molhos densos de carne (juntos) ou cumprindo o papel do pão ou do arroz no Brasil. Já do lado da minha avó materna, a polenta sempre foi constante, pois a origem da família materna é camponesa.”

Expert Piero Cagnin

Polenta de colher e polenta grelhada por Piero Cagnin

Existem diversos pratos bem italianos com polenta que podem ser criados com a sua versão mais cremosa ou mais densa, em cubos ou tiras.

Uma opção cremosa é a polenta de colher com linguiça e cogumelos, com o toque italiano do Expert Piero Cagnin. Aperte o play!

Polenta de colher com linguiça e cogumelos por Piero Cagnin

Já uma polenta para consumir com embutidos e petiscos pode ser uma incrível polenta grelhada. Confira como é fácil preparar a sua:

Polenta com Scamorza por Piero Cagnin.

Marcelo Scofano e o bolinho da nonna

O Expert em Azeites e Temperos Marcelo Scofano é carioca “raiz”. Filho de pai italiano e mãe nascida na região norte do Brasil, Scofano trabalhou por 22 anos no ramo da aviação e em 2005 concluiu sua formação em gastronomia. Mas foi à convite da jornalista Rosa Nepomuceno que Marcelo Scofano desenvolveu sua paixão pela cultura do azeite.

Quando o assunto é cozinha afetiva, Scofano se lembra das feiras livres no Grajaú, mas também de um petisco de família que marcou sua infância: o bolinho da Nonna Catharina.

“Essa receita era feita pela minha tia avó, irmã de minha avó. Ela foi ensinada à minha tia Olga, que sempre fez nos domingos e festas familiares. Desde pequeno tinha verdadeira adoração por esse petisco tão simples e que até hoje me traz inúmeras lembranças. Não consigo repeti-lo tal e qual.”

Expert Marcelo Scofano

Receita do Bolinho da Nonna Catharina (uma receita calabresa)

Ingredientes

  • 12 pães dormidos
  • 1/2 kg de carne moída
  • 5 dentes de alho
  • Salsa
  • 3 colheres de queijo Parmesão
  • 1 colher de Finocchio (conhecido como funcho ou erva-doce)
  • Sal a gosto

Modo de preparo

  1. Molhar o pão espremendo bem para retirar toda a água.
  2. Em seguida, misturar bem com a carne moída.
  3. Espremer o alho, picar a salsa, colocar o parmesão, o finocchio e o sal, misturando tudo na carne.
  4. Enrolar os bolinhos manualmente e fritar com uma quantidade de óleo bem quente suficiente para cobri-los.

José Padilha e a sopa paraguaia

José Padilha é Expert em Cervejas Zona Sul. Nascido no Rio de Janeiro, no bairro de Santa Teresa, Padilha cresceu com influências gastronômicas ao norte e ao sul do país.

Da sua avó paterna, que era nordestina, José Padilha se lembra com carinho da paçoca de pilão e do doce de banana de cor vinho, diferente dos doces convencionais. Já por parte da sua avó materna, que era paraguaia, a lembrança com sabor de infância se reflete nas receitas de sopa paraguaia e chipa.

Ao contrário do que o nome diz, a sopa paraguaia não é uma sopa, mas uma torta de milho, cebola e queijo. É o sabor da minha infância.”

Expert José Padilha

Receita de sopa paraguaia por José Padilha

Ingredientes

  • 500g milharina
  • 1litro de leite integral menos um copo (era essa a medida da minha avó…)
  • 3 cebolas grandes
  • 1/2 xícara de azeite
  • 4 ovos
  • 2 latas de milho verde
  • 500g de queijo Minas (frescal ou meia cura padrão)
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
  • Sal a gosto

Modo de preparo

  1. Cortar 2 cebolas e meia em tiras e fritar no azeite para amolecer, sem dourar.
  2. Retirar do fogo e reservar até esfriar.
  3. Bater no liquidificador ou no mixer a meia cebola que restou, com meia lata de milho verde.
  4. Misturar com a cebola amolecida e fria. Reservar.
  5. Numa vasilha grande, colocar a milharia, o leite, o fermento, o sal e as cebolas.
  6. Misturar tudo muito bem misturado, acrescentando os ovos ligeiramente batidos e por último o queijo minas desmanchado com as mãos e o milho verde restante (uma lata e meia).
  7. Levar ao forno num tabuleiro grande untado por cerca de uma hora e meia em fogo baixo (180ºC). Cuidado para não encher o tabuleiro porque vai crescer um pouco e pode transbordar.
  8. Retirar do forno, deixar esfriar um pouco e cortar em quadrados. Está pronto para servir.

Dionísio Chaves e os pratos estruturados

O Expert em Vinhos Dionísio Chaves é natural de Fortaleza, Ceará e carioca de coração desde os 2 anos de idade. Sem saber que seu nome se tornaria seu destino (afinal, Dionísio é o nome do deus do vinho na mitologia grega), Dionísio Chaves se apaixonou pelo mundo dos vinhos na sua juventude.

Quando o assunto são pratos que remetem à infância, Dionísio utiliza a linguagem de sommelier e revela que suas comfort food são os pratos bem estruturados, como rabada com polenta, baião de dois e a dobradinha.

“São receitas da minha mãe, mas que só ela sabe fazer, pois ela tem suas medidas e técnicas únicas”.

Expert Dionísio Chaves

Receita de baião de dois por Chef Zona Sul Leonardo Salgueiro

Para você poder reproduzir em casa uma das receitas de infância do Expert Dionísio Chaves, o Chef Zona Sul Leonardo Salgueiro ensina o passo a passo de um baião de dois com cheirinho de casa de vó. Confira:

Ingredientes

  • 500 g de feijão verde (pode substituir por fradinho)
  • 500 g de arroz parboilizado
  • 200 g de bacon
  • 250 g de calabresa
  • 500 g de carne seca dessalgada
  • 500 g de queijo coalho
  • 1 cebola grande
  • 5 dentes de alho
  • 1 pimenta dedo de moça
  • 3 colheres de manteiga de garrafa
  • 1 maço de coentro
  • 1 maço de cebolinha

Modo de preparo

  1. Corte as carnes em cubos pequenos e reserve;
  2. Cozinhe a carne seca em água suficiente para cobrir por 5 minutos após levantar fervura. Repita esse processo 3 vezes mantendo a água do terceiro cozimento;
  3. Coloque o feijão para cozinhar junto com a carne seca e a água da dessalga em panela de pressão por 10 minutos após “pegar pressão”;
  4. Em uma panela grande refogue o bacon, a calabresa, a cebola e o alho. Em seguida, adicione o arroz misturando sempre;
  5. Acrescente o feijão junto com a carne seca e a água de seu cozimento à panela do refogado;
  6. Adicione a cebolinha picada e misture cozinhando em fogo médio;
  7. Quando estiver quase seco, adicione metade do queijo picado com parte do coentro picado e abafe a panela;
  8. Em uma frigideira, coloque a manteiga de garrafa e a outra metade do queijo coalho para grelhar;
  9. Adicione o queijo grelhado sobre o baião já cozido e finalize com o restante do coentro.

Paulo Tassinari e o passatelli de família

Paulo Tassinari é Expert em Cafés Zona Sul. Nascido no Rio, Tassinari tem influências italianas na família e uma delas marcou a sua infância: o passatelli artesanal da sua mãe, Inês Zoli.

“Um elixir de família, uma massa à base de farinha de rosca, queijo parmesão e ovo com caldo de carne. Um segredo guardado a sete chaves que estou abrindo de coração pra vocês.”

Expert Paulo Tassinari

Um prato que une pão velho para fazer a farinha de rosca, ovo e queijo Parmeggiano de qualidade. O toque especial está na pitada de um limão que pode ser taiti ou siciliano e noz moscada.

Receita de Passatelli da dona Inês Zoli

Ingredientes para a massa

  • 200g de farinha de rosca (pão Santa Mônica “dormido” ralado grosseiramente)
  • 200g de queijo Parmeggiano Regiano (bem cristalizado)
  • 2 ovos
  • 1 casca de limão siciliano ou taiti
  • Noz moscada a gosto

Ingredientes para o caldo de carne

  • 300g de peito bovino
  • 300g de osso ou mais 100g de peito caso não tenha o osso
  • 1 coxa ou sobrecoxa inteira
  • 200g de costela
  • 1 talo de aipo
  • 1 cenoura
  • 1 tomate vermelho cortado
  • 1 cebola cortada em 4
  • 3 litros de água
  • Pitada de sal (controlando no decorrer da receita)

Modo de preparo do caldo de carne

Deixe cozinhar os ingredientes em 3 litros de água por cerca de 3 horas. O líquido vai reduzindo até obter aproximadamente 2 litros de caldo.

Modo de preparo do Passatelli

  1. Em primeiro lugar é importante conseguir um espremedor para confecção das “cobrinhas” de massa.
  2. Misture os ovos com um garfo sem bater, mas até ficar homogêneo. Reserve.
  3. Misture 200g da farinha de rosca peneirada ao queijo parmesão ralado.
  4. Misture a casca do limão (somente a parte colorida, sem pegar a parte branca) e a noz moscada.
  5. Junte os ingredientes aos ovos e vá amassando a massa com as mãos. Tente deixar um pouco dos ovos para misturar enquanto você amassa. Quando a textura estiver como “massa de modelar”, enrole em um filme de PVC por 15 minutos.
  6. Aqueça o caldo de carne (cerca de 2 litros). Coloque a massa no espremedor e corte com as facas com cerca de 5cm de comprimento. As “cobrinhas” vão caindo no caldo já fervente. Quando elas começarem a flutuar (fique atento pois é rápido), pegue com a escumadeira e despeje em uma sopeira.
  7. Complete com o caldo de carne que sobrou na panela (opcional).

Torta de cebola do Expert Stanislas Brito

Stanislas Brito é Expert da padaria Zona Sul. Nascido em Paris, Stan sempre foi apaixonado por “comer bem”, como ele mesmo cita. Com 6 anos, Stanislas já sabia reconhecer cada ingrediente utilizado nos pratos preparados por seu pai.

Na sua juventude, Stan foi fazer faculdade de medicina, mas o amor pela comida falou mais alto e trocou a medicina pela gastronomia, tornando-se Expert em pães Zona Sul!

Quando o assunto são lembranças da infância, Stan se lembra com carinho da torta de cebola da sua avó. Um prato cheio de calor e aroma marcante, que servia de entrada nas festas de verão durante as férias na casa de campo.

“Uma receita que me enche de alegria é a torta de cebola que minha avó fazia. Minha mãe também fazia pra mim e meu irmão no nosso apartamento em Paris nos dias de inverno rigoroso da França.”

Expert Stanislas Brito

Torta de cebola por Stanislas Brito

Ingredientes Massa Brisé

  • 300 g de farinha
  • Uma xicara de água morna
  • 50mL de azeite

Ingredientes para recheio

  • 500g de cebolas brancas fatiadas
  • 30g de queijo Gruyère
  • 200mL de creme de leite
  • 1 ovo
  • Noz-moscada
  • Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo

  1. Fazer a massa, abrir com rolo e colocar numa forma redonda;
  2. Refogar as cebolas na manteiga até dourar e reservar num bowl;
  3. Adicionar o ovo, a creme, noz-moscada, sal, pimenta e queijo Gruyère ralado. Misturar e despejar o preparo na forma;
  4. Deixar no forno a 210°C por 40 minutos;
  5. Servir com uma salada de folhas e uma taça de vinho branco.

O detalhe que faz a diferença

Para todas as receitas ficarem inesquecíveis, é importante escolher sempre ingredientes de qualidade e claro, preparar cada um delas de todo o coração!

Para garantir ingredientes selecionados especialmente para você, basta dar uma passada no Zona Sul mais perto de você ou ainda pedir sem precisar sair de casa, com todo o conforto e segurança que você precisa!

Zona Sul Mais Digital

Qual a sua receita de família? Compartilhe com a gente no @zonasulsupermercado.