Todo alimento tem partes que não sabemos como aproveitar no dia a dia, não é mesmo? Seja casca, talo, folhagem ou sementes e até mesmo “sobras” de proteína animal, todo alimento possui um potencial incrível de se tornar ingrediente para não somente uma, mas para várias receitas. Quer saber como aplicar o aproveitamento total dos alimentos na cozinha? Quem vai mostrar é a Expert em Cozinha Saudável Lorena Abreu. Confira!

Sabor e criatividade

Um dos pilares da cozinha saudável é provar que as possibilidades de utilização dos alimentos são inúmeras!

Com as dicas da Expert Lorena Abreu você vai ampliar seu horizonte gastronômico através da versatilidade dos alimentos e da substituição de ingredientes para criar pratos saudáveis, práticos e nutritivos. Afinal, se alimentar de forma saudável, vai muito além do momento da refeição. É pensar num todo: desde a origem da matéria-prima até o momento do descarte das sobras.

Cozinha saudável é buscar aquilo que a natureza tem pra oferecer. Aprender a ler rótulos, a cozinhar alimentos sazonais, a evitar desperdício e cuidar da saúde e do nosso bem-estar.

Expert Lorena Abreu

Lorena Abreu garante que com um pouco de criatividade, é possível aproveitar integralmente o alimento, não apenas para gerar economia no bolso, mas também otimizar o tempo na cozinha, valorizar o trabalho dos agricultores que produziram tudo para que esse alimento chegasse até a nossa mesa, reduzir o impacto ambiental e agregar ainda mais nutrientes ao nosso organismo.

Ou seja, aproveitar e reaproveitar todas as partes dos alimentos, é bom para todos mundo, mas principalmente para quem o faz! É um processo cíclico.

Dicas para planejar o aproveitamento máximo dos alimentos

  1. Escolher alimentos íntegros, bons ingredientes nas prateleiras e feiras urbanas;
  2. No momento da higienização dos alimentos, separar as folhagens, cascas e sementes e reservar em saquinhos herméticos ou próprios para freezer e geladeira, como as Green Bags;
  3. Na hora de porcionar os alimentos para otimizar o tempo na cozinha, separar os talos também usando o mesmo processo acima.
aproveitamento de alimentos cozinha saudável
Pilares da cozinha saudável, por Zona Sul.

Ideias de aproveitamento integral de ingredientes

Digamos que você já tenha comprado seus vegetais mas está sem ideia do que fazer com aquelas sementes, cascas ou talos que você, depois de ler as dicas acima, já limpou e armazenou. O que fazer com elas? A Expert dá algumas dicas interessantes para tudo virar receita. Anote:

Talos e pontas de ervas, legumes e verduras

É possível fazer caldos e fundos de sopas, molhos e outras receitas ou até mesmo picar “bem picadinho” e usar em refogados (exemplo: talos de salsinha, cebolinha, coentro, alho-poró, aipo, couve mineira, cenoura, chuchu, brócolis, couve-flor, abobrinha).

Os talos podem ser guardados juntos em saquinhos herméticos ou próprios para freezer e geladeira, usados durante a semana para os preparos desejados.

Receita de creme de talos de champignon

David Eleutério, Chef Zona Sul também tem uma receita de aproveitamento de alimentos para compartilhar! O creme pode servir se base para diversas receitas como quiche, sopa ou risotos.

Esse creme foi criado a partir da percepção que jogávamos fora os talos para usar as cabeças dos mesmos. Pude perceber que os talos que antes eram eliminados fica perfeito quando incorporado no creme.

Chef Zona Sul David Eleutério
Creme de talos de champignon

Ingredientes

  • 0,5 kg de Champignons (pode ser Paris, Shitake, Shimegi)
  • 1 litro de leite integral
  • 0,5 kg de creme de leite fresco
  • 1ramo de tomilho fresco
  • Sal

Modo de preparo

  1. Retire os talos do champignon escolhido;
  2. Reserve as cabeças dos champignons e use de acordo com a sua receita e ou vontade;
  3. Numa panela coloque os talos dos champignons, o leite, o creme de leite, o tomilho e parte do sal e leve a fervura por 30 minutos em fogo brando;
  4. Retire o creme da panela, descarte o tomilho e quando estiver frio, bata no liquidificador;
  5. Acerte o sal a gosto e sirva.

Casca de legumes e verduras

É possível fazer caldos e fundos para base de sopas, molhos e outras receitas (exemplo: casca de cebola, cenoura, chuchu) ou até mesmo assar e virar aperitivo (exemplo casca de batata, abóbora, banana).

Os caldos, molhos e fundos podem ser preparados e congelados em potinhos ou cubos de gelo e posteriormente armazenados em saquinhos herméticos ou próprios para freezer e geladeira, usados durante a semana para os preparos desejados.

Receita de Molho de tomate assado

Molho de tomate assado com pele e sementes

É possível usar o tomate inteiro com cascas e sementes para fazer um bom molho de tomate caseiro, como mostra a receita da Expert Lorena Abreu. Prepare o seu!

Ingredientes

  • 10 tomates italianos maduros cortados em meia lua
  • 1 cenoura descascada cortada em rodelas grosseiras
  • 1/3 de beterraba descascada cortada em pedaços grosseiros
  • 1/2 cebola picadinha
  • 4 dentes de alho picadinhos
  • Fio de azeite
  • Folhas de manjericão a gosto

Modo de preparo

Pré aqueça o forno à 210ºC. Coloque os tomates, cenoura e beterraba na travessa e regue com fio de azeite. Asse por 1 hora a 1 hora e meia aproximadamente.

Aqueça uma frigideira com azeite e doure a cebola. Após, coloque o alho e deixe dourar. Acrescente as folhas de manjericão, misture bem e transfira o refogado com o assado do forno para o liquidificador. Bata bem até obter molho liso, homogêneo e grosso.

Adicione um pouco de água caso precise ajudar a bater melhor o molho. Tempere com sal e adicione mais folhas de manjericão.


Sementes

Podem virar um saboroso ingrediente crocante para salada, farinhas ou leites vegetais. Anote algumas sementes que vão te surpreender na cozinha:

  • A semente de mamão, por exemplo, depois de assada e temperada se assemelha à pimenta do reino preta;
  • Semente de melancia bem sequinha vira farinha;
  • Semente de melão batida com água vira um leite adocicado levemente branco que pode ser usado em vitaminas e outras bebidas.

Bagaço de suco ou leite vegetal

Para você já gosta de uma alimentação plant-based, pode aproveitar os bagaços das sementes e frutas que sobram após a extração do seu “leite vegetal”.

Estes bagaços podem virar bolinhos salgados, bolos ou cookies e enriquecer receitas na forma de farinha, como o bagaço do suco verde ou o bagaço do leite de coco, que você pode aprender a preparar em casa no e-book da Cozinha Saudável, com receitas da Expert Lorena Abreu.

E-book receitas da cozinha saudável

Receita: bombom de coco zero açúcar

Bombom feito com o bagaço de coco e chocolate 70%

Para aproveitar o bagaço do leite de coco que você aprendeu a preparar em casa, a dica é fazer bombons de coco com chocolate. Uma sobremesa gostoso, com aproveitamento de alimentos e zero açúcar!

Ingredientes

Modo de preparo

Em um processador, bata as tâmaras até formarem uma pasta. Acrescente os demais ingredientes e bata até formar uma pasta homogênea.

Molde no formato desejado (bolinhas, quadradinhos), recheie com a castanha-do-pará inteira em cada bombom e coloque em uma bandeja ou assadeira com uma folha de silicone (se não tiver, unte o recipiente). Deixe no freezer enquanto derrete o chocolate, para que fiquem mais firmes e fáceis de cobrir.

Pique o chocolate e derreta (no fogão, em banho maria). Passe os bombons no chocolate derretido, coloque novamente sobre a folha de silicone na assadeira e leve a geladeira até que endureça (ou freezer, se quiser acelerar o processo).  

Para decorar os bombons, após endurecerem, coloque uma nova camada de chocolate derretido e volte ao freezer. Rende 20 unidades aproximadamente.


Proteína animal

No caso de aparas como ossos, gordura, pele, cascas e outras partes das proteínas animais, as mesmas podem ser utilizados para aromatizar ainda mais os caldos, fundos e molhos, como aparas de gordura ou ossos de frango, carne, cascas de frutos do mar como camarão.

Bônus: as sobrinhas perdidas na rotina do dia a dia podem virar deliciosos salgadinhos como quibe, bolinhos, croquetes, hamburguinhos, recheio de quiches, panquecas, empadão, suflês, gratinados, saladas incrementadas, escondidinhos e sopas.

Cascas de camarão que não são utilizadas podem ser refogadas e batidas no liquidificador. Elas viram uma base incrível para molho.

Como armazenar seu alimento

A melhor forma de armazenar o alimento antes de ser congelado, é fazer o processo de branqueamento e não colocar muito sal ou temperos durante o processo de cozimento.

O processo de branqueamento se resume a cozinhar rapidamente o alimento na água fervente até ficar bem al dente, retirar e dar um choque térmico colocando ele diretamente na água com gelo para interromper esse cozimento e conservar a cor vibrante, escorrer, secar bem e armazenar.

O processo é vantajoso porquê:

  • Ajuda a preservar um pouco mais os nutrientes, sabor, textura e cor dos alimentos, além de otimizar o tempo na cozinha, pois eles estão semiprontos;
  • Todo alimento quando é congelado após ser cozido, assado, grelhado etc, tem o sal e todos os temperos potencializados durante o processo de congelamento. Por isso é importante sempre usar menos sal e tempero do que o de costume caso sua intenção for congelar as refeições prontas.

Conheça Lorena Abreu

Confessa pra gente: você não imaginava que fosse possível fazer tanto com o seu alimento e ainda se manter saudável, não é? Por isso, continue de olho nas dicas da @_lorenaabreu nas redes sociais do @sigazonasul para mais dicas de alimentação saudável, gostosa e criativa.

Expert Lorena Abreu