Todo mundo sabe que churrasco é mais do que uma refeição. Churrasco é uma ocasião! Uma desculpa para reunir os amigos, para comemorar aniversário, para ver o time jogar. Basta colocar a carne na grelha que aparece mais gente pra “resenha”. Mas churrasco de verdade tem que ter aqueles bons acompanhamentos. Será que você está por dentro dessa checklist ?

Antes de mais nada, o pré-requisito para um churrasco de primeira está na escolha e no corte dos carnes. Por isso, é muito importante conhecer as dicas para um churrasco perfeito, pelo Expert Marcelo Malta.

Dicas para o churrasco perfeito, por Marcelo Malta.

Entre outras dicas, o Expert Marcelo Malta ressalta a importância de sentir o sabor da própria carne, evitando exageros na hora de temperar e, caso seja preciso, salgar mais um pouco depois da carne pronta para o consumo. Lembrando que existem diferentes tipos de sais e temperos para o preparo de carnes, que você pode conhecer ainda mais aqui.

Acompanhamentos que não podem faltar

Para muita gente, o churrasco não tem alma se não tiver os acompanhamentos. De fato, não permitir que as carnes sejam servidas com a ilustre presença de uma farofinha ou pão de alho é como comer feijão sem arroz, goiabada sem queijo Minas e outros casamentos gastronômicos que têm os sabores do Brasil.

Por isso, fizemos uma checklist bem básica para nunca faltar o essencial do bom churrasco. Vamos lá?

Pão de alho

Ah, o pão de alho… Essa iguaria que geralmente antecede o churrasco para amenizar a fome dos carnívoros e acaba se tornando, para muitos, a estrela da refeição.

Mas é sempre bom lembrar que acompanhamento, como o nome diz, serve para somar, e não para tomar o espaço do churrasco. Então, ao chegar com fome no churrasco, maneire nas fatias de pão de alho para não perder o apetite.

Todo mundo conhece alguém que é apaixonado pelo pão de alho do churrasco, não é mesmo?

O pão de alho tradicionalmente é feito com pão francês, requeijão, manteiga, alho triturado, parmesão e ervas como salsinha ou orégano.

Falando em pão francês, fica uma dica de conservação para quem quer comprar o pãozinho antes mas não quer que ele fique sem graça na hora de servir:

Dica de conservação do pão francês

  • Deixe o pão francês descongelar em temperatura ambiente;
  • Pré aqueça o forno a 1.800°C;
  • Umedeça um pouco o pão e embrulhe cada um em papel alumínio;
  • Deixe no forno por 5 minutos.

Praticidade e sabor

Agora, se você não quer perder tempo na cozinha ou não se garante muito preparando um pão de alho de roubar a cena, a dica é escolher as opções prontas para assar que você encontra aqui no Zona Sul!

Farofa

A farofa tem o seu lugar garantido no prato. Seja aquela mais sequinha ou regada com um delicioso molho vinagrete (para os mais íntimos, molho à campanha), a farofa é sempre bem vinda.

Você pode conhecer diversas opções da brasileira farofa neste post. Tem dica para quem deseja uma versão mais light e natural, utilizando oleaginosas, com a chef Lorena Abreu, e segredinhos caseiros para quem sentir o “cheirinho da comida de vó”, com as dicas da chef Bia Souza.

Tem até mesmo curiosidades sobre a farinha de Bragança, feita com a mandioca brava, que dá origem a pratos incríveis com o sabor do norte do Brasil, entre eles, claro, a farofa.

Agora, se você quiser ser rápido e eficiente na sua farofinha e está sem tempo de ousar na escolha dos ingredientes, siga o passo a passo da receita do Expert Piero Cagnin. Aperte o play:

Farofa por Piero Cagnin

Queijo Coalho

De origem nordestina, o queijo coalho ou queijo de coalho, faz muito sucesso no Brasil inteiro por conta do seu sabor e textura inconfundíveis. Vai bem no forno, grelhado e até mesmo com sobremesas. Clique aqui e conheça outras delícias da nossa terra.

Tostadinho por fora e macio por dentro, o queijo de coalho também vai bem temperado.

O queijo coalho se caracteriza por ser pouco salgado e possuir uma leve acidez e, de acordo com a Associação Brasielira dos Degustadores de Queijos (ABDQ), ele “tem que ranger”. Ou seja, sua textura é firme e levemente “borrachuda”, e seu diferencial está no fato de ser um queijo que, quando assado não derrete, ficando tostadinho.

É, portanto, a escolha perfeita para colocar na brasa e servir em forma de tiras grossas ou no famoso espeto.

Falando em queijo coalho, o Expert Marcelo Malta sugere 3 produtos imperdíveis que funcionam muito bem em todos os “comes e bebes” que envolvem carnes: espetinhos Corte D’Oro, palitinhos de tapioca e os espetinhos do queijo que tem o sabor do Brasil!

Cerveja!

Você achou que não teria uma boa cerveja? Tem sim! Afinal, churrasco sem cerveja não vale!

Por isso, consultamos diretamente o Expert no assunto, José Padilha, que afirmou sem pestanejar: não pode faltar no seu churrasco os estilos Vienna Lager e Irish Red Ale.

Os melhores estilos de cerveja para harmonizar com churrasco são Vienna Lager e Irish Red Ale, devido à leveza associada aos maltes tostados. Cervejas refrescantes, mas com ligeiro toque de tostado que vai harmonizar por semelhança com as carnes assadas ou grelhadas na brasa.

Expert em cervejas José Padilha

Entre os rótulos sugeridos pelo Expert, estão a Roter Viena Lager, La Birra Irish Red Ale e Antuérpia Irish Red Ale.

Então, o que não pode faltar no seu churrasco? Sem dúvidas, cada um tem o seu toque especial particular! Seja qual for o seu estilo churrasqueiro de ser, uma coisa é certa: os ingredientes que você precisa estão aqui no Zona Sul! Peça também pelo app ou site. Bom apetite!