Uma bebida que serve para aquecer nos dias frios, para refrescar nos dias de calor e para auxiliar na saúde. Assim é o chá e suas infinitas possibilidades. Mas você conhece seus diferentes sabores e funcionalidades? Separe sua xícara, seu copo ou squeeze e venha tomar um chá com a gente!

Aqui você vai ver:

Uma breve história sobre o chá

O chá é uma bebida milenar, originária da China, obtida através da infusão de folhas, flores ou raízes, geralmente preparada com água quente. 

Reza a lenda que em meados de 250 a.C. o imperador Shen-Nung descobriu a bebida acidentalmente quando estava fervendo água à sombra de uma árvore silvestre e ao cair algumas folhas na sua panela, o resultado foi uma infusão que lhe deu conforto e bem-estar.

Assim como a água saborizada, o chá pode ser uma ótima alternativa para quem deseja se manter hidratado, aproveitando também os benefícios dos demais ingredientes naturais.

O dia 21 de maio é considerado o Dia Internacional do Chá, data criada pela ONU.

O chá, apesar da sua simplicidade, tem uma enorme importância socioeconômica. Depois da água, o chá é a bebida mais consumida no mundo e uma fonte de renda para mais de 13 milhões de pequenos produtores e lares, que concentram 60% da produção mundial da bebida. China, Índia, Quênia e Sri Lanka são os quatro principais produtores de chá no mundo.

Sua relevância global é tanta que existe até uma data comemorativa: 21 de maio, o Dia Internacional do Chá, data escolhida pela Assembleia Geral da ONU.

Chás e suas propriedades

Antes mesmo de ser apreciado na gastronomia, os chás eram utilizados na Antiguidade com fins medicinais. Registros históricos provam que diversos povos, principalmente no Oriente, já utilizavam o poder das plantas em substâncias aromáticas, óleos, remédios e chás.

A fitoterapia se resume à utilização de plantas para prevenção e tratamento de doenças. É  a forma mais antiga de medicina no planeta.

Hoje em dia já se tornou bem difundido o conceito de chás com propriedades estimulantes como o chá verde, chá preto, de gengibre ou chá mate, enquanto outros são populares como calmantes, como o famoso chá de camomila, erva-doce ou de flor de maracujá. Mas o universo de chás é muito mais vasto, como veremos a seguir.

Chás gelados e funcionais

Consumidos principalmente bem gelados, os chás estimulantes conhecidos também como termogênicos costumam ser uma fonte de hidratação para os atletas e aceleram a atividade metabólica, por conterem cafeína, fornecendo mais energia para a realização dos exercícios.

Considerados bebidas funcionais, chás como o mate, chá preto, verde, chás de hibisco e de gengibre são estimulantes e não são recomendados para gestantes ou para serem ingeridos antes de dormir, pois podem resultar em um sono agitado.

Os chás estimulantes não necessariamente precisam ser ingeridos gelados, e podem render um delicioso acompanhamento no café da manhã, para dar aquele gás para começar o dia.

Chás Detox

Algumas ervas possuem o poder de dar uma boa limpeza no organismo depois de um dia de exagero na alimentação ou de uma desagradável ressaca.

O preparo de chás com essas plantas são conhecidos como detox, por auxiliarem na eliminação de toxinas pelo corpo, devido às suas propriedades diuréticas e por agirem diretamente no sistema digestivo.

Alguns chás são perfeitos para essa finalidade como capim-limão, manjericão, hortelã, canela e novamente o gengibre.

Para um clima zen

Pode ser difícil na correria do dia a dia conseguir relaxar e se lembrar de respirar fundo. Principalmente na hora de dormir, em que o cérebro parece não conseguir desligar.

Para quem deseja um sono mais tranquilo, o clássico chá de camomila é o mais conhecido. Mas opções como o chá de erva-cidreira, maracujá, melissa, tília, valeriana e lavanda também cumprem o mesmo papel.

Alguns chás disponíveis no supermercado mais amado do Rio trazem uma combinação de plantas, frutas e raízes para potencializar o poder zen do seu chá.

Uma dica para além dos chás é a prática de atividades que trabalhem corpo e mente, como a Yoga. Ouça o podcast com Adriana Camargo, renomada professora de Yoga. Aperte o play:

Chá das cinco: a tradição britânica

Não tem como falar de chá sem lembrar dos ingleses. Afinal, o famoso afternoon tea (chá da tarde) é uma tradição que remonta a alguns séculos atrás.

Algumas fontes atribuem o costume do chá da tarde à Duquesa de Bedfort, que fazia um pequeno lanche às 17h, antes do jantar, com direito a doces, um clássico bolinho conhecido como Scones e chá com leite. O hábito, nascido na corte, espalhou-se por toda a Inglaterra e tal como o nosso cafezinho, o chá das 17h se tornou marca registrada dos britânicos.

Para fazer reproduzir em casa a tradição internacional, a dica é escolher o legítimo chá inglês Twinings ( e conferir as suas dicas de preparo), degustar com um pouco de leite e bolinhos Scones. Ou ainda dar um toque nacional ao hábito, com um belo bolinho de fubá ou de leite, um dos doces preferidos dos brasileiros.

Receita de Scones por Thiago Rossetti

O Chef Zona Sul Thiago Rossetti ensina a preparar essa delícia britânica para acompanhar com um gole de leite o seu tradicional afternoon tea.

Ingredientes

  • 1 e ½ xícara farinha de trigo e um pouco mais para polvilhar
  • 1 colher de sopa fermento em pó químico
  • 1 e ½ colher de sopa açúcar refinado
  • 1 pitada sal
  • 3 colher de sopa manteiga gelada em cubos (50 gr)
  • ½ xícara leite

Modo de preparo

  1. Pré-aqueça o forno a 180 graus.
  2. Peneire a farinha de trigo em uma tigela e junte o fermento, o açúcar e o sal. Misture bem.
  3. Acrescente a manteiga em cubos e misture com as pontas dos dedos até formar uma farofa.
  4. Acrescente o leite aos poucos, mexendo com uma espátula ou colher.
  5. Quando todo o leite tiver sido incorporado, manipule a massa com as mãos, até que desgrude da tigela. Nesse ponto, faça uma bola com a massa.
  6. Polvilhe uma superfície com farinha e coloque a bola de massa. Abra a massa com a mão (ou rolo, se preferir) formando um disco com uma espessura de cerca de 2 centímetros.
  7. Corte a massa em rodelas, usando cortadores, ou a boca de um copo (cerca de 4-5 cm de diâmetro).
  8. Quando tiver cortado o máximo de rodelas possível, junte o que restou da massa, sove e abra novamente. Corte mais scones, e repita a operação até acabar a massa. A massa rende cerca de 8 a 10 unidades.
  9. Coloque os scones em uma assadeira forrada com papel manteiga ou tapete de silicone.
  10. Polvilhe os scones com farinha de trigo.
  11. Leve ao forno pré-aquecido por 12 a 15 minutos. Os scones crescem e ficam douradinhos quando estão prontos.

“Esse biscoito (scone) geralmente é servido com a geleia de frutas vermelhas e o clotted cream.”

Chef Zona Sul Thiago Rossetti

Criança também pode

Muita gente pensa que chá é “coisa de adulto”. Mas diversos sabores, principalmente na versão gelada, são alternativas perfeitas para os lanchinhos saudáveis das crianças e podem ser muito interessantes por serem coloridos e atrativos.

Chás na lancheira: gelados ou em temperatura ambiente, podem ser bem coloridos e atrativos para os pequenos.

Assim como a pink lemonade, um chá de hibisco com framboesa por exemplo, pode ser bem atrativo devido à sua tonalidade bem rosada.

Diversas versões com flores, frutas e ervas como erva-cidreira ou camomila não possuem nenhum tipo de contraindicação para crianças. Evite, contudo, os chás que contém cafeína como o chá verde, preto ou mate.

 Na dúvida, procure as versões de chás infantis disponíveis no mercado, como a linha Leãozinho. Mas atenção com os bebês: crianças que se alimentam exclusivamente com leite materno não devem ingerir chás. 

Oferecer à criança amamentada água ou chás, prática considerada inofensiva até pouco tempo atrás, pode dobrar o risco de diarreia nos primeiros seis meses. Água, chás e principalmente outros leites devem ser evitados, pois há evidências de que o seu uso está associado com desmame precoce e aumento da morbimortalidade infantil.

Fonte: “Saúde da Criança, Nutrição Infantil” por Ministério da Saúde

Chá nos drinks

Para quem curte o clima de happy hour e adora criar coquetéis, os chás têm sido utilizados como uma alternativa natural a alguns xaropes artificiais. Todavia, um ingrediente não anula o outro, e os chás podem ser combinados aos drinks com objetivos sensoriais diferentes.

Uma super tendência na coquetelaria é o chá no preparo de gin tônica. Confira a dica do Expert José Padilha para preparar uma receita fácil e refrescante com chá de hibisco, pimenta e um toque de alecrim.

O mixologista Claudio Adriano, responsável pelo Bar do Rio, lembra também que é possível fazer chás por infusão a frio, misturando frutas e especiarias em bebidas como gin, vodka, whisky ou cachaça. Basta deixar infusionar por alguns dias e utilizar na criação de drinks variados.

“Quando se trata de chás, ficamos muito presos à infusão com água quente, sendo que é possível infusionar a frio. O tempo é maior, mas as propriedades dos insumos passam para a bebida, criando um novo resultado”.

Claudio Adriano, mixologista Bar do Rio

Veja alguns resultados da alquimia de Claudio Adriano e experimente você também: Gin com laranja, cravo e canela; hibisco e cardamomo; abacaxi com cumaru; maracujá com pimenta rosa, frutas vermelhas com alecrim.

Chá em cápsulas

Se você chegou até o final do post pensando “eu adoro chá, mas não tenho paciência para a infusão”, não vá embora sem se lembrar dos chás em cápsula.

Da mesma forma que se preparam os cafés em cápsula, os chás também preservam a mesma qualidade e compartilham das mesmas máquinas: Dolce Gusto, Nespresso ou o padrão Caffitaly, aqui no Brasil adquirido pelas Três Corações.

Nada de chá de cadeira

Se você quer se aventurar no mundo dessa bebida reconfortante e versátil, que combina com qualquer clima e ocasião, você pode encontrar o seu chá preferido entre as variedades disponíveis no Zona Sul. E nada de chá de cadeira: a entrega é segura e rápida para qualquer região do Rio!